segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

OBRIGADO DEUS

                Ninguém pode esquecer suas palavras, disse DEUS o poder emana do povo, obrigado Deus por me guardar, me salvar a vida, por cuidar de mim, ede toda minha família, minha verdadeira riqueza, obrigado Senhor Deus por determinar que um anjo cuide de mim e dos que eu amo. Me salvar varias vezes do mal, das tentações e agressividade do inimigo, não tem preço, só agradecer e glorificar seu nome. Glórias a Deus.

                  Mas a vida aqui no Brasil segue, obrigado por interferir diretamente e salvar a vida de Jair Messias Bolsonaro, obrigado por acordar essa multidão humana com coração de direita que dormia em berço esplêndido, acordados, chamados para a guerra o seu povo Deus, foi brilhante, valente, ousado, agressivo, corajoso, e juntos levaram seu escolhido a presidência da Republica, assim como o Senhor escolheu, mandou Samuel ungir Davi, a unção hoje é através do voto, isso foi feito com galardão, as hoste da maldade e do mal serão exterminadas em nosso país.

                     No esporte, mais precisamente no futebol, onde está a paixão terrena do povo, seu povo, livre para amar, obrigado por tudo, pela paz, pela vitória do campeão, pela dignidade dos rebaixados, essa é nossa festa terrena, e ainda fazemos parte desde contesto. Obrigado Deus, que com a volta do Gatito meu Botafogo conseguiu quatro vitórias seguidas, improváveis é verdade, mas foi o suficiente para salvar nossa história do inferno da 2ª divisão.

                       Um Botafogo longe e sua história, de suas vitórias grandiosas e com suas derrotas com sabor de sangue, está avacalhado, falido financeiramente, desmoralizado moralmente, servindo de chacota, ah DEUS, esse não é o botafogo que eu me apaixonei. Com um advogado mocorongo na presidência, parece mais um menino de recado que um chefe, um comandante, um outro advogado, sabe sobre leis, isso é verdade, mas é ignorante sobre futebol, esse pobre diabo, não sane nada de futebol, nem do botafogo, só que Garrincha era um anjo que jogava futebol e que Nilton Santos vestia a camisa 6. Para piorar um paspalho, burro até a alma, como gerente de futebol, vindo de administrações passadas tenebrosas, o rebaixamento era inevitável.

                         Agora no novo ano que começa a meia noite, esperamos com fé, um destino menos cruel, menos sofrimento, que nossa base supra as nossas necessidades no elenco, a falta de dinheiro seja suprida com competência, será pedir demais, nós dê dois diamantes, já que Garrincha e Nilton Santos é impossível, equivalente a Jairzinho e Paulo Cesar resolve, abençoe o botafogo, abençoes o Brasil, guarde e proteja o novo presidente, abençoe os torcedores, seu povo, semeie a paz, paz haja entre nós, obrigado DEUS.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

QUANTO VALE O BOTAFOGO?

          A grandeza de um time não se mede pela quantidade de títulos, mas por sua história, o termômetro será o feito dos seus ex craques, esse parâmetro enriquece e engrandece o botafogo. Falaram em vender o botafogo, isso me assustou, meus olhos encheram de lágrimas, isso me fez pensar e perguntar. Quanto vale a história  das copas do mundo de 58, 62 e 70, conquistada com os jogadores do botafogo, quanto vale a história de Manga, Brito, Carlos Alberto, Nilton Santos, Didi, Garrincha, Jairzinho, Paulo César, Marinho Chagas, Rogério, Roberto, Zagallo, Amarildo, Josimar, já sabe o preço? Quanto vale o choro da menina Soja, quanto vale os gritos de Tarzan, Russão nas arquibancadas, quanto vale minhas lágrimas, que correram queimando meu rosto no primeiro rebaixamento.

              Quanto vale as lágrimas de seu Emil Pinheiro, e de toda a torcida após 21 anos sem título, quanto vale essa frase, agora DEUS eu posso morrer feliz, vi o botafogo ser campeão. Isso não tem preço, isso é história, e história se conta, não se vende. Os apaixonados botafoguenses, que tem poder aquisitivo, irão assumir o futebol, para salvar sua paixão, salvar a paixão dos botafoguenses,  o botafogo está ultimando, sua existência, vida está por um triz, separar o futebol do social e do amador, investir cerca de 500 milhões logo de cara, posteriormente mais uns 400 milhões, o botafogo não está sendo vendido, está sendo salvo por dois apaixonados.

             Espero que essa atitude traga, orgulho, força, vitórias, títulos, principalmente uma certeza, meu, seu, nosso botafogo voltou, ressurgiu das cinzas, o filho prodigo do nosso coração está de volta, nossa função em 2019 é se manter vivo, ou seja, na 1ª divisão, após 2020 poderemos navegar em águas calmas. 99% dos botafoguenses estão ansiosos, torcendo, por um desfecho positivo, para os inimigos da imprensa, o botafogo não está sendo vendido, sua história não tem preço, está sendo salvo por dois botafoguenses, um projeto diferente da Parmalat, da Unimed etc.

              Você espera algo de um advogado presidente? esse infeliz não sabe nada de futebol, para piorar, um outro advogado diretor de futebol, parece piada, mais é real, é verdadeiro, um gerente fraco, sem poder, sem capacidade para gerir um time da grandeza do botafogo, resultado é esse ai, Aguirre, Kieza, Brenner, preciso falar de Luiz Ricardo, Dudu  Cearense, precisa não né?

sábado, 15 de dezembro de 2018

CAOS ALVINEGRO

            A história se repete, ano após ano, é essa mesma ladainha, botafogo só faz as suas contratações quando todos os times da série A, B já fecharam seus elencos, isso não me surpreende mais. mas esse ano passaram de todos os limites mínimos tolerado, para você ter uma idéia, o Palmeiras, campeão Brasileiro, com um elenco espetacular, já foi ao mercado e está trazendo de 4 a 5 jogadores de qualidade, Flamengo, Corinthians, Cruzeiro, Gremio, Atlético mg, etc.

               O Botafogo, bem o Botafogo que fez um campeonato apenas regular, o seu presidente, um advogado que não sabe nada vezes nada de futebol, é um zero a esquerda, não abre a boca prá nada, é até bom, pois se falar alguma coisa, deve sair só besteira, acredite se quiser, em plena agitação do mercado do futebol, seu diretor de futebol, outro advogado, o sr Gustavo Noronha, está de férias, o vice geral, CEP, não apita em nada, assistindo o mar pegar fogo para comer peixe assado.

                  O candidato derrotado, o tal de Marcelo Guimarães, não nada em nada, não tem autoridade pra nada, é uma especie de Boulos da politica, Montenegro é o charlatão de sempre, um articulador fajuto, com algum prestigio politico e nada mais, o homem, o cara, quem de fato ostenta o poder, hoje no botafogo é um simples gerente, Anderson Barros, pode acreditar, ele dispensa, contrata, faz o diabo, ele é o cara, o botafogo vive o pior caos de sua história.

                   Reforços só na especulação, nada, absolutamente nada oficial, isso se ocorrer será lá para janeiro e olha lá, a torcida está embriagada, sonhando com os Moreira Sales, sem saber que esse processo só será concluído lá para 2020 e olhe lá, assistindo os desmandos do Anderson Barros, a inoperância do seu fraco presidente, vivendo das promessas e mentiras do Montenegro, se isso não for um caos, eu não sei mais o que é caos.

                  Não precisa ser sábio, para ver que o botafogo precisa de dois goleiros, dois laterais, um ou dois volantes, dois meias e três atacantes, claro que esse pessoal todo será meia boca, nada mais que isso, são os famosos reforços 0800, ou doado pelos amigos, clubes coirmãos, sobre reforços falo no próximo post, hoje é oremos pelo caos botafoguense.

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

FERIMENTOS LEVES

          Você imagina, um ônibus cheio de passageiros, sem freio, descendo uma enorme ladeira, com o motorista bêbado, no meio da ladeira uma enorme curva, o acidente, será inevitável, só resta rezar, orar, deixar DEUS no comando, aconteceu solavancos, mas no final apenas ferimentos leves. Foi assim que eu vi o Botafogo no começo do ano, agora em 2018, um fraco e inoperante advogado na presidência do clube, só o nome já assusta, Mufarrej, qualquer pessoa inteligente pode trocar para bostarrej, na direção de futebol um advogado, razoável, apenas razoável, no comando do futebol, aí eu temi, implorei a DEUS, pois é semelhante ao motorista bêbado. Na gerência do futebol, o conhecido e fraco Anderson Barros, isso quer dizer que coisa boa não víria, como de fato não veio, sofremos com tudo isso contra, apenas ferimentos, financeiros e moral, ou seja, leves.

            No começo da gestão do Mufarrej, ele já começou fazendo merda, fez tudo errado, a efetivação de Tigrão, foi uma afronta a nossa inteligência, um tapa na cara da torcida, resulto foi imediato, eliminado da Copa do Brasil, pela desconhecida e fraca Aparecidense, o que resultou na demissão do Tigrão, veio mais um erro quase mortal, a contratação de Paquetá, meu Deus, esse homem é louco, ignorante ou burro, pode ser tmb muita sabedoria, fracasso anunciado, era a curva no meio da ladeira, virada foi inevitável. Após mais um fracasso, veio o 3º treinador, acredite é verdade, isso nós rendeu um alivio, uma esperança, ganhamos o campeonato Carioca.

              Mas o dinheiro fez a diferença, e nosso treinador foi embora, apesar de não ser grande coisa, encaixou no time e com a torcida, isso é bom, dá união, força, e vibração, veio enfim a contratação do 4º treinador, Zé Ricardo, demorou uma eternidade para achar o time,  o rebaixamento era inevitável, com a mediocridade dos laterais, a insegurança na zaga e no gol, pois havíamos perdido os dois goleiros titulares, tudo caminhava para o fim previamente anunciado, até que, o treinador achou um time, um jogador chegado ao apagar da luzes vez a diferença. Com vitórias contra os poderosos da globo, Flamengo, Corinthians, contra Chapecoense fora e o bom time do Inter, aconteceu o improvável, e praticamente o Botafogo escapou do rebaixamento, saiu ileso da virada do ônibus.

               Já o diretor de futebol, Gustavo Noronha, fez um monte de contratações que apenas oneraram o clube e não deram nenhum resultado técnico, apenas o menino Erick, mostrou algo, isso quer dizer, que, eraram 90% das contratações feitas, significa o ônibus sem freio descendo a ladeira, tinha como escapar? A fé, o comparecimento em massa da torcida, funcionou, no final deu tudo certo, esse era nosso objetivo, chegar vivo no final da curva, conseguimos, vamos para 2019 com outros objetivos, novos sonhos e esperança, espero que nossa torcida, pelo seu amor ao botafogo, jogue junto, sobre reforços falarei depois.

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

SEM PELÉ & GARRINCHA

          Falar de Botafogo e Santos,  torna um tema muito prazeroso, principalmente se você for botafoguense,  você sonhar, voltar ao passado ou recorrer a história deses dois gigantes brasileiros. o que falar de Pelé? Maior jogador de futebol do mundo, o rei, um atleta fenomenal, um artilheiro fantástico, o maior que passou na história do futebol, a história de Pelé não seria a mesma se não fosse um passarinho. Um tal de Garrincha.

            Garrincha, tanto na bola como no papo, ele era hábil driblador, até que a vida lhe deu uma rasteira por trás, ainda nós tempos de glória, Garrincha usava a malicia para consumir aquilo que viria consumi-lo o álcool. Durante uma excursão do botafogo, com o técnico ZEZÉ Moreira, ele era visto com uma garrafinha com um liquido transparente e um canudo. É  àgua tônica seu Zezé, ele dizia. Até o dia em que o treinador foi provar a água e viu  que era GIN, Água que passarinho não bebe.

             Garrincha jogou 208 jogos e marcou 244 gols no botafogo, uma média absurda.  Ganhou os campeonatos carioca de, 57, 61, 62 foi campeão do Rio-São Paulo em 62, 64 e 66 além dos títulos mundiais com nossa seleção, marcou 17 gols pela seleção brasileira. O drible era sua genialidade, o gol era apenas uma consequência, Garrincha sempre seria um menino, ele não jogava futebol, ele brincava de jogar futebol, jamais foi um atleta, sempre foi um artista, posso dizer o palhaço da bola, o cara que fazia a galera vibrar, Garricha é patrimônio de nossa historia com a marca de nossa estrela gloriosa no peito. O resto é inveja, orgulho eterno dos botafoguenses, um jogador inesquecível.

               Posso falar de muitos botafogo e Santos, alguns memoráveis, o de 63 pela semi final da Libertadores por exemplo, mas em respeito aos jovens alvinegros, vou apenas falar do maior deles. Final do brasileiro de 95. Sem Pelé & Garrincha, Santos e Botafogo foram para uma decisão de brasileiro, o 1º jogo no Rio, onde o botafogo venceu por 2x1, os torcedores do Santos saíram do estadio cantando, comemorando, pois o jogo de volta era em São Paulo. Isso porque o Santos vinha de uma virada monstruosa contra o Fluminense por 5x2, mas o botafogo não é o Fluminense.

                Chegou o dia do jogo, Botafogo escalado com. Vagner, Wilson Goiano, Gotardo, Gonçalves e André Silva, Jamir, Leandro Ávila, Beto, Sérgio Manoel, Donizete e Túlio. técnico Paulo Autuori. Já o Santos jogou com, Edinho, Marquinhos Capixaba, Ronaldo, Narcisio e Marcos Adriano, Carlinhos, Marcelo Passos, Robert, Geovani, Camanducaia e Jamelli, técnico Cabralzinho.

                 Edinho goleiro do Santos, filho de Pelé, já o botafogo tinha no camisa 7 Tulio, o carisma e a superstição de nossa história, com um gol de Túlio, o botafogo segurou o empate e calou a torcida do Santos em São Paulo, a eliminação da Libertadores de 63 estava vingada. Hoje no clasico não tem Pelé nem Garrincha, mas temos a história, e nossa estrela poderosa em jogo, isso aqui é botafogo, é para ser amado e respeitado. 

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

DO MEDO À ESPERANÇA

               Tem coisas que só acontece com o botafogo, isso é um dito popular que existe há dezenas de anos.  Esse 2018 começou assustador, a eliminação do botafogo pela Aparecidense na copa do Brasil, deixou a torcida botafoguense, revoltada, assustada e temerosa. Isso forçou a mudança repentina na comissão técnica, o despreparo da diretoria, deixou a torcida em polvorosa, cobranças vieram, mas muito frágil, sem a força devida, mas serviu para alertar os incompetentes que governam o clube. Veio o inesperado, a conquista do campeonato Carioca, botafogo conseguiu eliminar o melhor time do Rio no momento, o odioso flamengo. Mas na final o Vasco tinha a vantagem do empate, com um gol de zagueiro aos 49 do 2º tempo, levou para os pênaltis, onde seu goleiro monstruoso, Gatito, garantiu a conquista. Isso iludiu a torcida, aliás parte dela.

                   Veio o campeonato Brasileiro, com um elenco frágil, carente de laterais, volantes e atacantes, a incerteza era monstro, em cada 10 torcedores 9 acreditava no rebaixamento. A eliminação em casa na Sul Americana para o fraco time do Bahia, deixou a torcida apavorada, enquanto isso no Brasileiro o time ia de mal a pior, com as contusões dos goleiros, Gatito e Jefferson, o que estava ruim, piorou, aí foi pânico total da galera, enquanto o índice subia para 87% de rebaixamento, nisso o nosso ano de 2018, e nosso campeonato seria escapar do rebaixamento.

                   Com o campeonato em andamento, a diretoria perdida que só cego em tiroteio, partiu no desespero para contratações inoperantes e desesperadora, Marcelo, Yago, Moisés, Erick Leandro Carvalho foram contratados, desses apenas Erick resolveu, deu retorno técnico, com a péssima qualidade técnica dos atacantes, Brenner, Kieza, Aguirre o time carente de gols, sem goleiro, toda bola que ia no gol do botafogo era gol, o rebaixamento era inevitável, até que o inesperado aconteceu.

                   Gatito voltou após 6 meses afastado, time parou de tomar gols, Luiz Fernando, Valencia e Erick deram um tom ao time, os gols começaram a sair, jogo dificílimo contra o Corinthians, Gatito resolveu aos 49 do 2º tempo, veio a seguir o tima da máfia, o poderoso ex mengão, botafogo amassou os caras, em seguir Chapecoense e em casa o poderoso Inter, com 4 vitórias seguidas, botafogo desafoga sua torcida, tira o medo de mais um terrível rebaixamento, o que seria muito danoso ao clube, com isso saímos do medo para a esperança, agora temos a esperança de uma Sul Americana, de uma eliminatória de Libertadores,  Temos esperança de um 2019 melhor, temos esperança de três ou quatro reforços de qualidade, sem contar que temos a certeza que Luiz Ricardo, Dudu Cearense, Moisés, e cia não ficaram no botafogo, já lamentamos a aposentadoria de Jefferson, por hoje basta, até quarta feira galera.

sábado, 17 de novembro de 2018

BOTAFOGUENSE VC DECIDE

               Após participação direta e decisiva da torcida, nós jogos contra Corinthians, Flamengo, onde a força, o calor humano, o apoio incondicional, somado a volta do monstro do nosso gol Gatito, levou o Botafogo há duas vitórias seguidas, somando na sequencia mais uma, contra a Chapecoense, agora é a vez do vai ou racha. Nós, torcedores do Botafogo vamos dizer o que queremos de fato, mais uma vitória contra um poderoso Inter, um gigante entre os grandes do nosso futebol. O Botafogo é um gigante, só que ele não sabe, seus dirigentes o administram como se fosse, um Madureira, Olaria, Bangu, etc. Eu sei de sua história, da sua grandeza, você botafoguense, também sabe, basta avisar ao sr. Bostarrej que o Botafogo é grande.

                 A presença da torcida no domingo, vai ditar o calor, a temperatura do jogo, até 10 mil teremos um clima, chegando aos 20 mil o clima muda, o ambiente aquece, passando dos 25 mil torcedores, virá clima de guerra, temperatura no alto, jogadores com a adrenalina no alto, torcedores jogando junto,  vamos juntos, usar nossa imaginação e fé, vamos contagiar, vê no Gatito um Manga, no Marcinho um Josimar, aí já está de bom tamanho, no Carli nós vamos vê um Gotardo, no Rabelo um Leônidas, no Moisés, nós vamos vê um profeta e vamos orar por ele, Marinho Chagas merece descansar em paz.

                  Lindoso, Matheus Fernandes, não são Gerson, Alemão, Afonsinho, nem Carlos Roberto, mas vamos apoiar e aplaudir, as vaias vamos guardar para outra oportunidade, Valencia não é  Mendonça, nem Luiz Fernando é Paulo César ou Dirceu, vamos nós fingir de bobos e apoiar e incentivar,  Erick não é Tulio, Donizete, Jairzinho, nem Rogério, coitado, é apenas Erick, vamos apoiar sim, sem restrições, já Brenner ou Kieza, qualquer um que jogar, está anos luz de diferença para um Roberto, Fischer, Nilson Dias, nem vou citar Amarildo, ficaria parecendo achincalho.

                    Com tudo isso, a responsabilidade para a vitoria contra o Inter, fica com a nossa torcida, e com os jogadores, sendo 50% de cada, agora não é hora de criar lista de dispensa, não é hora de analisar jogador, não é hora de criticar por criticar, na verdade é hora de apoiar incondicionalmente, de sorrir e gritar, se tiver de chorar, que chorrem com honra, com luta, com denodo. Botafogo hoje é Gatito, Valencia, a Torcida e mais ninguém, não temos dirigentes. Temos na verdade homens incompetentes ocupando cargos e atrapalhando tecnicamente o botafogo, departamento médico do clube, é um terror, mas isso fica para outro post.

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

DIA DE LUTA

                Luta em nossa vida, é coisa do cotidiano, faz parte do nosso dia a dia. No trabalho, na saúde, nos problemas financeiros é sempre uma luta, agente nunca ganha o que acha que deveria ganhar, na luta pela sobrevivência, as vezes a gente esquece do grande propulsor da vida, DEUS. Esse com poder e misericórdia determina nossa luta. A luta do bem contra o mal, sempre existiu e existirá, essa política passada é um exemplo de uma grande luta. Um exercito composto de General 4 estrela ao soldado mais simples, todos fazem parte da mesma luta ou objetivo comum a paz.

                 Vamos para o futebol, Onde a luta existe, dentro do campo, fora das 4 linhas, como problemas com torcidas, onde guerra é confundido com luta. Onde a paz é ameaçada pela irracionalidade dos que deveriam torcer, amar, jogam o amor por seu clube no lixo e trás para seu coração o ódio. Não classifico esses como lutadores e sim como marginais disfarçados de torcedores.

                 Botafogo, minha verdadeira paixão no futebol, que luta contra as dificuldades financeiras, luta contra a fraqueza do seu elenco, luta contra o fantasma assustador da segunda divisão, luta contra os torcedores políticos, fãs de candidatos derrotados legitimamente nas urnas, na eleição do clube. Além de tudo isso, luta contra a Chapecoense, que tem os mesmos problemas do botafogo, contra a torcida adversária,contra os erros de arbitragens, se isso não bastasse, o botafogo luta contra os desfalques de Lindoso, Jean, Gilson, Kieza, João Paulo, é muita coisa para apenas uma luta. Lutar junto com o clube nesse momento, não como um simples torcedor e sim como um soldado simples, luta por sua pátria, sem saber se vai viver ou morrer, nossa luta é amena, a coragem, o coração, a paixão, são ingredientes da alma para lutar sem medo da derrota, mas com a certeza da vitória, se ela não vier, pelo menos você lutou.

                  A participação da torcida nessa luta, é balsamo para os jogadores, é força ao fraco, coragem ao medroso, é alegria a alma abatida, desfalques sempre faz parte do jogo, a hora é de torcer, apoiar, rir e chorar se for o caso, mas essa luta nós não poderemos perder, ei você aí junte-se a nós nessa luta, ajude a compartilhar esse post, seu comentário é essencial, nessa luta haverá um vencedor, você.

sábado, 10 de novembro de 2018

O JOGO

              A vida é um jogo e tem de saber jogar, derrotas e vitória fazem parte do jogo, seja ele o jogo que for, jogo do amor reques,  sutileza, olhar, riso, fazem o ingrediente, no cara ou coroa a sorte decide, xadrez, dominó e dama, seu QI, sua segurança, domínio sobre o adversário dita o resultado final. Já no futebol, é diferente, cada jogo é uma história. Erros de arbitragens, gols perdidos, falhas clamorosas,fazem o resultado final de uma partida, sem contar, raça, força, disposição dos jogadores.

                Em 1985 na cidade de Cipó Bahia, o povo, idosos, médicos, Policiais, e parte da população, tinha por hábito jogar dama, era muito divertido e lindo, chegou um homem, baixo, magro, sgt da PM,  conhecido por todos como Tavares, um mestre da dama, ficou imbatível, não tinha mais com quem jogar, a fama logo se espalhou. Alguém deu com a língua nos dentes, e falou, tem um sd em Cicero Dantas que joga muito.  Na foi a Polícia buscar esse alguém, que na verdade era eu. O jogo foi na sede do btl, em 9 partidas eu perdi as 9,sem chance alguma, fui humilhado, no final ele disse, quem não pode com o boi, pode com a bosta, é muito mais leve.

                Eu não dormi a noite inteira, pensando, imaginando, o que aconteceu. Pela manhã, após o café, lá estávamos nós, para mais uma rodada, todos esperando novo massacre, o riso debochado fluía nos lábios dos presentes. O jogo começou, venci as 4 partidas seguidas, e me levantei, disse vamos parar por aqui, para não acabar sua reputação, você é muito fraco. Em uma noite, minha mente deu uma quinada e eu venci um opositor invencível. em um jogo não existe invencível.

                  Vamos falar de botafogo e flamengo, o campeonato carioca estava no final, se o flamengo vencesse eliminaria o vasco da final, botafogo escalou os 11 reservas, para enfrentar o poderoso mengão, é assim que a imprensa o vê, com Zico, Zinho, Renato Gaúcho, Adílio, Andrade, Junior, Leandro, Raul etc, só feras, resultado. Botafogo venceu de 1x0 gol de Renato, acho que só fez esse gol na vida. Em aniversário do mengão, com Zagallo de treinador, o botafogo sapecou um inesquecível 6x0, com Jairzinho, Fischer e Ferreti fazendo a festa.

                   No aniversário de Zico, a globo passou 8 dias anunciando o clássico, chegaram a perguntar, Seedorf ou Rafinha, é sério, fizeram isso, resultado, botafogo 2x0, na final do brasileiro de 92 o botafogo com um time muito superior, com jogadores tecnicamente mais qualificado, descuidou,ignorou a força do flamengo,e em 30 minutos tomou 3 gols e perdeu o campeonato, para um time de Piá, Gaúcho, e mais algumas porcarias, Junior fez a diferença.

                    Hoje temos botafogo e flamengo, mais um jogo, eles tem um elenco top de linha a nível do futebol brasileiro, o botafogo tem o que sobrou,o que veio 0800, os que os outros clubes cederam grátis, mais alguns garotos de nossa base, mas na hora que a bola rolar, é botafogo e flamengo, entra em campo a história, a estrela dalva de nossa camisa tem o poder, aflora os idos de Garrincha, Nilton Santos, Manga, Jairzinho, a torcida tem de acreditar, é o botafogo, nós vamos vencer, mas se vier a perder que perca como um vencedor, um vencedor da história do futebol brasileiro. Se você não acredita, não tem fé, não tem capacidade de vencer um adversário superior, não peque nem no Taboleiro da dama, não vá ao jogo, se recolha no seu quarto e vá chorar sua insignificância e fraqueza, deixe os 300 de Gideão lutarem para vencer ou perder como vencedor.

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

CRITICAS SEM SUGESTÕES

              Criticar, o esporte preferido dos brasileiros. No botafogo não é diferente, mas criticas são as vezes construtivas e destrutivas. No momento atual do botafogo, fica fácil criticar, motivos para tal,não falta. Eu como brasileiro e botafoguense, tenho todo direito de tecer criticas, aos dirigentes,aos jogadores e aos torcedores, porque não. Conta a história do botafogo, que Carlitos Rocha, Althemar Dutra de Castilho, foram nossos melhores presidentes da história. Eu acrescento o grande Emil Pinheiro, impulsivo, apaixonado, valente, corajoso, pagou com sua coragem, ao bater de frente com os poderes podres do clube. Esse deixou saudades, muita saudade.

                Montenegro foi um presidente, com poderes amplos, ganhou um titulo nacional e vive disso, hoje é um cara maléfico ao botafogo, Mauro Ney Palmeiro, o homem que rebaixou o botafogo em 2002, horrível, José Luiz Rolim, outra bosta, Bebeto de Freitas que muitos torcedores endeuza, eu na minha avaliação um dos piores da história, fechou toda a nossa base, ficamos 6 anos sem revelar um jogador seques. Além de tudo chorão, largou o clube com 5 meses de salários atrasados, antes do novo presidente Mauricio Assunção assumir, ele, Bebeto, já estava no Atlético mg, ganhando 40 mil, fica a pergunta, ele era botafogo ou Atlético, juro que não sei.

                    Mauricio Assunção que 99% da torcida quer matar, o homem que pegou uma divida de 270 milhões. e deixou próximo dos 800 milhões, com o botafogo a beira da morte, mas vez 5 anos bons e 1 anos desastroso, tudo por culpa da arrogância e incapacidade de raciocínio. Revelou bons jogadores na base,Dória, Vitinho, Caio, Jadson, Gabriel, Alex, entre outros, deixou 45 garotos com idade entre 14 e 15 anos, que estão subindo agora. veio Carlos Eduardo Pereira, com cara de pastor evangélico, mas tão centralizador e ditador quanto o Bebeto, manteve o clube vivo, isso é fato, mas escolheu para o substituir o pior entres os piores presidente de toda história do botafogo, isso é imperdoável.

                     No momento um impeachment seria a única solução, com um departamento médico pavoroso, um elenco de péssima qualidade, um departamento técnico assustador, sem resultados no campo, a torcida, sobrada de razão, cheia de decepção e frustrações, parte para as criticas, aí vai de enxurrada, até os garotos da base, que na minha opinião deveria ser imunes. O dinheiro gasto com, Dudu Cearense, Luiz Ricardo, Moisés, Yago, Gilson, Lindoso, Brenner, Kieza, Aguirre, Marcus Vinicius, não daria para contratar 5 jogadores bons, e completar o elenco com a base? Jovens como Wenderson, Helerson, Rickson, Igor Cássio, tem de jogar, essa rapaziada tem futebol de sobra para a pobreza técnica do atual elenco, critar sim, dá sugestões é nossa obrigação, botafogo está politicamente do nível do Brasil, um lixo, uma porcaria, precisamos de um Bolsonaro botafoguense, esse homem existe?

                 Eu acredito que permaneceremos na série A. Em 2019 precisaremos de uma guinada de 360 graus, a torcida tem de partir pra cima, com cobrança,criticas e sugestões. Esse é o caminho, não vejo outro, você vê?